quinta-feira, 4 de junho de 2009

The Ultimates (Os Supremos)

Eu já falei aqui várias vezes sobre como eu prefiro muito mais o universo Ultimate da Marvel do que o normal, não é? Pois agora eu vou lhes mostrar a história das histórias dele: The Ultimates!! De longe a melhor parte dessa empreitada, a recriação dos vingadores para o século 21 não foi feita numa série mensal, como X-men e Homem-Aranha, e sim em séries fechadas. Os dois primeiros volumes foram concebidos com maestria, perícia, perfeição (olha, me faltam elogios) por Mark Millar (roteiro) e Brian Hitch (arte). Depois foi feito um terceiro volume que a gente desconsidera fala mais pra frente.

Você já leu Watchmen? Gostou da “atmosfera super-realista e violenta” da história? Pois imagine os Vingadores numa atmosfera assim, só que nos anos 2000, ou seja, muito pior. Diferente de “heróis que se unem para combater o crime”, aqui a coisa pega: após a aparição de alguns seres humanos superpoderosos, o governo dos E.U.A. resolve criar uma divisão especial para combater e prevenir assuntos desse tipo. Com alguns milhões injetados, uma super-base high-tech e um super-agente designado para comandar a iniciativa (adivinhe quem), surgem os Supremos. Claro que isso também envolve uma super campanha de marketing, pesquisas de popularidade e jogadas políticas. Mais, Mark Millar vai além e solta a imaginação: como esses “Super-heróis” seriam recebidos pelo mundo? Seriam sensações mundiais? Sairiam com modelos-atrizes de hollywood? Seriam importunados por paparazzis? Tem tudo isso e mais um pouco, espere por muitas citações MTVescas e do cenário da cultura pop da nossa época, que corre na veia do gibi. Os personagens são um show a parte: esqueça moralidades utópicas, como num reality show, seus conflitos e imperfeições são escancarados. Um soldado cego pelo patriotismo e deslocado no tempo, um cientista egocêntrico com problemas de auto-estima, um outro cientista drogado que bate na mulher, um mega-empresário que toma umas e brinca de herói em sua armadura, um eco ativista radical que pensa que é um deus nórdico, agentes secretos frios e insensíveis, só gente fina. Com esses comportamentos excêntricos, fica difícil vender a “imagem” pretendida, mas tudo muda quando um problema realmente grande aparece e Os Supremos são a única esperança. Com surpresas de tirar o fôlego a cada número, arrisco-me a dizer que este é o maior trabalho de Mark Millar, ao lado de Kick-Ass (que ainda não foi concluído, então não conta) e sua fase no Authority. Civil War não li, então não sei. Mas chega de falar, vamos aos Downloads:

 

VOLUME 1

010203
              01                              02                               03

040506
              04                              05                               06

070809
              07                              08                               09

101112
              10                              11                               12

image
13


VOLUME 2

No volume dois a aventura continua! Nessa época, foram lançados dois anuais, com outros desenhistas + o mesmo inspiradíssimo Mark Millar no roteiro. Leia na ordem que está aí em baixo:

010203
   01                              02                               03

040506
04                              05                               06

Anual 010708
        Annual 01                         07                              08

1011
               09                              10                               11

image
12

imageimage 
                                 13                                         Anual 02

E assim acaba a grande obra de Mark Millar e Brian Hitch.

 

VOLUME 3

Eééé… eu falei que tinha o volume 3 né, então vou ter que mostrar. Veja bem, na minha opinião a arte é sensacional, apesar do estilo de Joe Madureira ser exatamente o oposto do detalhismo e anatomias realistas de Brian Hitch. Com um visual mais estilizado, cores fortes e abundantes e linhas que lembram o grafite, eu acho os desenhos excepcionalmente bonitos e originais. Já o roteiro, é uma merda, porcaria, lixo radioativo é também o oposto de Mark Millar. Raso, fraco, chutado e inverossímil, apesar de ser divertidinho, e é escrito pelo nosso conhecido, o bostão do Jeph Loeb. A arte é 10, mas em termos de história digamos que eu considero Os Supremos uma obra de DOIS volumes. clique abaixo.

image
01

020304
              02                               03                               04

0505

Bônus: na edição 03, foi lançada uma capa alternativa por Frank Cho (o desenhador de gostosas da Marvel), com uma Feiticeira Escarlate “brasileiríssima”, claro que devidamente censurada, mas aqui você encontra a versão original:

Clique para aumentar 
E agora, a boa notícia: após o evento Ultimato (Ultimatum), saga que está levando à quase destruição do universo Ultimate, a linha vai ser reduzida pela Marvel a apenas 4 títulos, e um deles vai ser ULTIMATE AVENGERS, por Mark Millar!! Vamos rezar para que dê tudo certo, as outras séries anunciadas foram Ultimate Spider-Man Vol.2 ainda por M.B.Bendis e New Ultimates pelo bostão do Jeph Loeb e Frank Cho (o desenhador de gostosas). A quarta não foi confirmada, mas torcemos que seja o volume 2 de X-men.

Por enquanto é isso!

4 comentários:

Miguel disse...

Comungo com vc das mesmas sensações qto aos supremos!Gostei mt da "IDEA' de ser considerados apenas os 2 volumes citados.
Dúvida aonde eu acho toda a cronologia do Ultiverso, tipo qdo começou e qdo terminou, todas as versões, por gentleza

Chakal disse...

Cara, você disse muito mais do que a maioria dos lixos que se chamam leitores de quadrinho dizem por aí. Você elogiou o que tinha de ser elogiado no Volume 3. O desenho do Madureira é excelente. O roteiro é que ferra tudo. Parabéns pelo blog!

Anônimo disse...

a arte do joe madureira é simplesmente maginifica! dá vontade de entrar na revista e lutar do lado dos vngadores, de tão forte e radical e cheio de garra que é o desenho desse cara!o thor parece um metaleiro com auqele comprido bem loiro e cara de malvadão! o capitão américa tá com uma aparência bem violenta também! e tem uma loira gostosa que usa um machado e deve ser asgardiana, que é uma verdadeira deusa de gostosa! o roteiro do loeb não é a preciosidade do trabalho do millar, mas quebra com bastante esforço um galho! só pelo desenho do madureira eu compro essa revista!

josecarloslele disse...

v2-04 e v3-05 - estes links estão quebrados? dá uma olhada ai fazendo o favor porque não estou conseguindo abri-los.
obrigado mais uma vez pelos excelentes posts.