segunda-feira, 4 de maio de 2009

Lançamento: Greatest Hits #1 (de 6)

É com grande orgulho que apresento a vocês o primeiro lançamento do blog, em parceria com o Ndrangheta: Greatest Hits!!

Greatest Hits - 1 de 6

E se os Beatles tivessem sido super-heróis? Já imaginou? Pois David Tischman (Star Trek: Nova Geração e Bite Club) imaginou, e com arte de Glenn Fabry (Preacher e Thor - Vikings), eles emplacam a primeira série de super-heróis da Vertigo desde Os Invisíveis de Grant Morrison!

Em Greatest Hits, David Tischman imagina que se os super-heróis existissem, eles agiriam como estrelas do Rock. Com base nisso, somos apresentados aos heróis: “conheça Os Camaradas (The Mates, no original)! Eles são a maior superequipe de todos os tempos, direto da Inglaterra para os seus corações!”. A história é contada por flashbacks, através de um documentário que é feito por um diretor que tem uma ligação pessoal com o grupo. Os Camaradas não são os Beatles, são analogias a eles, mas mais do que isso, analogias aos estereótipos que permeiam  todos os grupos de super-heróis e também as bandas de rock, como diz Tichsman: “você sempre vai ter o bonitinho, sempre vai ter o mais calado, vai ter o espiritualizado e vai ter o pateta. Esse é o caso de todo grupo, desde a Liga da Justiça até o ‘N Sync.” O resto da história segue o mesmo ritmo, passando por todas a mitologias dos quadrinhos também. Nós temos um teste com um soro para um supersoldado, temos meteoros radioativos, temos gente que nascem com poderes e que conseguem-nos pela magia, além daquele que não tem poderes, apenas treino e apetrechos tecnológicos.

Como perceberam, Greatest Hits usa e abusa dos clichês. O que não chega a ser problema, na verdade é um dos pontos altos da HQ. A mistura que ela faz de Superman, Batman e Flash com a história da cultura Pop é divertidíssima, e o fato de ser “para adultos” só ajuda. Imaginem um herói velocista sendo apresentado à cocaína(!). Outro ponto alto da HQ é a arte de Glenn Fabry, cheia de cores, que ficou esplêndida. Para quem gosta (como eu) e conhece bem a história dos Beatles, será uma diversão a mais, podendo encontrar vários paralelos com a história dos Fab Four original, como quando um dos integrantes se casa com uma mulher de etnia diferente que causa desentendimentos no grupo. Apesar disso, Hitschman diz que o fim do grupo não será igual ao dos Beatles. Só nos resta acompanhar a aventura desses quatro garotos de Birmingham (não, não é Liverpool) que mudaram a história do Super-Herói-Rockn´Roll! Traduzido por este que vos fala, revisado por Elicarpo e letrado por Giba. Gostou? Comente.

Baixar #1

2 comentários:

narabedla disse...

Muito boa a história! Parabéns pelo lançamento!

Orbital Comics disse...

Já esta adicionado o seu banner lá no blog.
Abraço